A indicação pondera que a rotatividade das vagas perde sentido com a queda na circulação de veículos.
A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovou, na sessão remota desta terça-feira (23), duas indicações ao Executivo referentes ao EstaR Digital. Uma das proposições, de Professor Euler (PSD), sugere à Prefeitura de Curitiba que não fiscalize e não multe, durante a bandeira vermelha ou a vigência de medidas ainda mais restritivas, os veículos estacionados irregularmente. A sugestão foi acatada em votação simbólica e unânime.
Para o autor, a justificativa para a implantação do Estacionamento Regulamentado (EstaR), de se permitir a rotatividade nas vagas, perde sentido com a circulação muito menor de veículos. “Se nos períodos de grandes restrições de atividades, como é o caso da bandeira vermelha pela pandemia, a circulação de veículos é menor, acabam sobrando vagas para quem precisa estacionar. Se sobram vagas, não há a necessidade de se zelar pela rotatividade”, declarou.

Outro argumento, pontuou Euler, é o risco a que são expostos os fiscais da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito. Apesar da digitalização do serviço no ano passado, salientou o vereador, a fiscalização não é eletrônica. “Esses fiscais estão colocando em risco a própria saúde e a de outras pessoas”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *