O vereador Eder Borges (PSD) continua na cruzada contra a doutrinação de crianças nas escolas fundamentais de Curitiba e na semana passada foi até a Polícia Federal (PF) para protocolar denúncia contra dois professores da Escola Estadual Dona Branca que teriam incitado os alunos a crime contra o presidente Jair Bolsonaro.

No Facebook, Borges contou a o motivo da ação: “uma professora falou para uma aluna que se ela atear fogo em Bolsonaro será considerada heroína. Outro professor faz acusações caluniosas infundadas contra o presidente.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *