Publicação defende o tratamento precoce contra a Covid-19

Neste sábado (16), o Twitter ocultou uma publicação do Ministério da Saúde, que defende o tratamento precoce contra a Covid-19. A plataforma marcou a postagem, feita na última terça-feira (12), com um selo de “informações enganosas e potencialmente prejudiciais”. Apesar de limitar o seu acesso na linha do tempo, a postagem não foi apagada e pode ser conferida caso o internauta clique na publicação.

“Para combater a Covid-19, a orientação é não esperar. Quanto mais cedo começar o tratamento, maiores as chances de recuperação. Então, fique atento! Ao apresentar sintomas da Covid-19, não espere, procure uma Unidade de Saúde e solicite o tratamento precoce” – escreveu o Ministério da Saúde no post em questão.

O Twitter aplicou a mesma medida em uma mensagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última sexta-feira (15). A postagem defende o uso de antimaláricos contra o novo coronavírus.

“Estudos clínicos demonstram que o tratamento precoce da Covid, com antimaláricos, podem reduzir a progressão da doença, prevenir a hospitalização e estão associados à redução da mortalidade” – escreveu o presidente.

Nas redes sociais, internautas e parlamentares conservadores como Marco Feliciano (Republicanos) e Bia Kicis (PSL) criticaram a decisão da plataforma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *