Nesta quarta-feira (6/1), após manifestantes invadirem o Capitólio, o presidente Donald Trump publicou um tuíte, no qual pede que seus apoiadores voltem para suas casas. Entretanto, o Twitter resolveu censurar e limitar o alcance da publicação do presidente americano .

“Esta alegação de fraude eleitoral é contestada e este tuíte não pode ser respondido, retuitado ou curtido, devido ao risco de violência”, impôs o Twitter.

Além disso, ao tentar curtir a publicação do presidente Trump, aparece uma mensagem dizendo que “tentamos impedir que um tuíte como este, que viola as Regras do Twitter, alcance mais pessoas. Portanto, limitamos a interação com ele”, informou a plataforma.

“O engraçado é que é o próprio tuíte do Trump em que pede para que as pessoas voltem para casa”, comentou o jornalista Max Cardoso. “O Twitter já deve ter feito alguma regra, no próprio algoritmo dele, para qualquer publicação do Trump colocar essa mensagem”.

Comentando sobre uma possível reação dos democratas, Max Cardoso levantou também a possibilidade de exigirem uma investigação contra o Trump. “Eu não duvido que abram uma investigação contra o Trump e tentem prendê-lo, e acusando ele ainda de crime contra segurança nacional.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *