Dias atrás Michel Temer (MDB) descarta rumores de concorrer ao Planalto em 2022 e diz que Bolsonaro mantém ‘força extraordinária’.

O ex-presidente Michel Temer, conforme registrou o Ponto Político, rejeitou a possibilidade de impeachment contra Jair Bolsonaro, atual presidente do Brasil. Para ele, não existe condição e cenário favorável para avaliar a proposta.

Em recente entrevista ao site Metrópoles, Temer demonstrou inquietação com a insistência da oposição em tentar emplacar a ‘queda’ de Bolsonaro a todo custo.

“Não dá mais para aguentar essa história de a gente ter impeachment toda hora”, justificou.

Na sequência, ele disse que “a nossa Constituição é adolescente, vai fazer 33 anos daqui a pouco, e [nesse período] já tivemos dois impeachments. Se eleito outro presidente, logo vai começar uma nova campanha pelo impeachment. Não dá mais para viver em um país que só pensa nisso”, acrescentou.

Impeachment é instrumento legal que deve ser utilizado apenas na ocorrência de crimes comprovados.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de concorrer ao Planalto em 2022, Temer descartou os rumores e assegurou que não será candidato.

Na visão do emedebista, Bolsonaro continua com força suficiente no campo político e, possivelmente, deve ser reeleito.

“Basta verificar as pesquisas, duvidosas ou não. Por mais que caia, ele sempre está acima de 20%. Isso é uma força extraordinária em matéria eleitoral. Não se pode subestimar a força política e administrativa do presidente, goste você dele ou não”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *