Ministério também executou quase 1.500 quilômetros de pavimentação em todo o país.

Um dos integrantes com maior prestígio popular do governo Jair Bolsonaro atualmente, Tarcísio Freitas, ministro Infraestrutura, conseguiu entregar quase 100 obras apenas no ano de 2020. O número foi apresentado em um balanço divulgado pelo chefe da pasta em suas redes sociais.

” 92 entregas, 13 concessões, 1.468km de novo pavimento e 99,88% de execução do orçamento do ministério, dado importante para mostrar a eficiência na aplicação dos recursos alocados”. – detalhou o ministro.

Os resultados divulgados por Tarcísio no sábado (2), mostram um resultado bastante satisfatório em um ano que, segundo o próprio ministro, foi “desafiador” em razão da pandemia que dificultou a execução dos projetos.

Entre as pavimentações feitas pela pasta estão a nova Ponte do Guaíba, no Rio Grande do Sul; 43 km de duplicação na BR-381/Minas Gerais, 50 km de duplicação na BR-101/Nordeste, 37 km de pavimentação na BR-419/Mato Grosso do Sul e 32km de pavimentação na Transamazônica (BR-230/Pará).

As obras refletiram na queda do valor do frete agrícola, que registrou uma redução média de 11%, de acordo com estudos realizados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

” Pela primeira vez, o produtor brasileiro foi mais competitivo que o produtor americano. A soja do Mato Grosso chegou à China mais barata que a soja do Meio Oeste dos Estados Unidos. Algo que nunca tinha acontecido”. – comemorou o ministro.

Além das obras rodoviárias, a pasta também concluiu a ampliação dos aeroportos de Foz do Iguaçu (PR), Fortaleza (CE) e Campo Grande (MS), entregou um novo terminal de embarque no aeroporto de Navegantes (SC), o Cais de Atalaia no Porto de Vitória (ES), seis portos de pequeno porte (IP4s) na região amazônica.

” Nosso dever é prestar contas à sociedade, mostrar o que foi feito e esse foi um ano especial e extremamente desafiador. Nos deparamos com uma situação diferente, não esperada, que foi a pandemia. E procuramos seguir a risca as determinações do presidente, sem desviar metas ou foco” – completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *