Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Emerson Bacil foi rejeitado no mês passado, em votação na Assembleia Legislativa.

O Deputado Estadual Emerson Bacil (PSL) falou a respeito do Projeto de Lei Nº 341/2021, que propõe a revalidação do diploma de médicos para atuarem no Paraná. Segundo o parlamentar, o “Revalida Paraná” é fundamental no enfrentamento à Covid-19 no Estado. No último mês de março, o projeto foi rejeitado em votação na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, por 24 votos contrários a 14 favoráveis.

“Sabemos que há falta de médicos, profissionais saturados pelo avanço da pandemia e carência para contratações emergenciais. Queremos dar oportunidade pra quem quer trabalhar, o que mais importa são as vidas das pessoas”, destaca Emerson. De acordo com o deputado, dentre os motivos alegados para a reprovação do projeto em regime de urgência, estaria um cenário de prejuízo técnico ao sistema de saúde. “Os médicos em questão, ressalto, muitos destes profissionais têm especialização e já atuam ou atuaram no programa Mais Médico. Isso destaca a capacidade técnica e experiência”, acrescenta.

Na última semana, a Justiça Federal autorizou o município de Ponta Grossa a contratar novos profissionais da saúde em regime emergencial, sem a necessidade do Revalida, que é o exame vigente a nível nacional para a revalidação de diplomas médicos. “Lamento que o projeto não passou em regime de urgência. Isso faz com que ele tramite dentro do processo normal. Já há uma conversa adiantada entre o Revalida Estadual e as universidades estaduais para aplicar o teste, é algo extremamente importante que isso seja legalmente estabelecido e centenas de médicos estejam atendendo as pessoas”, completa Emerson Bacil.

Por: comvcportal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *