O requerimento segue para análise da prefeito Rafael Greca (DEM), que vai avaliar a possibilidade, a proposta foi apresentada pela Vereadora Flavia Francischini (PSL), que justificou nas redes sociais o quanto as crianças com autismo são suscetíveis aos locais infectados, sem noção dos perigos devido a tal deficiência, tato, paladar, toque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *