Segundo o presidente da Câmara, Congresso não pode ‘ficar prisioneiro da paralisia política das guerras legislativas’.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), informou neste sábado que um primeiro texto da reforma tributária será apresentado no dia 3 de maio, ao destacar que o objetivo da iniciativa é discutir e aprimorar a proposta com a sociedade.

“Como sinalização de que a política do cabo de guerra não vai alterar nossa missão, estaremos tornando pública na segunda-feira (3), a versão inicial do texto da reforma tributária”, informou Lira no Twitter.

Arthur Lira no Twitter: “O Congresso não pode ficar prisioneiro da paralisia política das guerras legislativas. Mais do que nunca, temos de cumprir nosso dever com a sociedade.”

“O objetivo é discutir com a sociedade, fazer consultas públicas, receber as críticas e os aprimoramentos, com transparência e participação de todos. Temos de enfrentar os problemas do Brasil, apesar das crises, passageiras”, acrescentou.

Segundo o presidente da Câmara, o Congresso não pode ficar prisioneiro da paralisia política das guerras legislativas. “Mais do que nunca, temos de cumprir nosso dever com a sociedade”, ressaltou.

Eleito para o cargo com o apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Arthur Lira sempre defendeu a aprovação de uma reforma tributária.

O governo, entretanto, está na mira de enfrentar uma CPI da Pandemia no Senado. A comissão de inquérito, com maioria de integrantes de oposição e independentes, deve começar formalmente seus trabalhos a partir da próxima semana.

1 Comentar

  • Sonia Ribas, 24/04/2021 @ 23:14 Reply

    Fico feliz com a atuação do Arthur Lira. O Brasil clama por reformas e merece pessoas comprometidas com mudanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *