Abrabar apoia iniciativa que permite setor trabalhar após 15 meses fechado devido as restrições da pandemia covid-19

A Câmara de Vereadores de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, começa discutir projeto de lei que permite o funcionamento de bares, casas noturnas e de eventos durante medidas restritivas da pandemia do novo Coronavírus (covid-19). A proposta, semelhante a que virou lei esta semana na capital (AQUI para relembrar), cria um alvará-emergencial para os estabelecimentos trabalhar como lanchonete ou restaurante.

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) participou, na tarde desta quinta-feira (23), da apresentação do projeto de lei do vereador Renato da Farmácia (DEM). “Os empresários do setor, assim como os de Curitiba e das cidades pólo do Paraná (Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa e Cascavel), estão enfrentando muitas dificuldades, pois estão fechados há 15 meses”, lembra o presidente Fábio Aguayo.

Também participaram da reunião os empresários de gastronomia e entretenimento Ewerton de Oliveira, da Container And Beer e Robson Tomé da Silva, do DaHora Boteco. A iniciativa vai permitir aos bares e casas de eventos, que não tem espaço para cozinha, firmar parceria com outros estabelecimentos e trabalhar como lanchonete ou restaurante.

O projeto de Renato da Farmácia lista bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas com ou sem entretenimento, discotecas, danceterias, salões de dança, casas noturnas e similares, organização de eventos, serviços de catering, bufê e outros serviços de comida preparada.

Foto legenda
Presidente da Abrabar, Fábio Aguayo, com o vereador Renato da Farmácia e os empresários Ewerton de Oliveira e Robson Tomé da Silva (Foto: Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *