O projeto é aprovado, em primeira e segunda votação, em sessão extraordinária realizada na tarde de quinta-feira (06) de forma unânime.

O projeto de iniciativa do executivo cuja ideia inicial partiu da Secretaria Municipal de Assistência Social, que conta com a parceria da Secretaria Municipal da Saúde, para prestar atendimento psicológico, jurídico e social às pessoas que perderam familiares por Covid-19, recebendo apoio das seguintes Universidades: Federal do Paraná, Tuiuti, Unibrasil e FAE, ampliando a capacidade de atendimento psicológico às famílias. No campo jurídico, o projeto conta com o apoio da AMVAP – Associação das Mulheres Autônomas do Paraná.

De acordo com o Prefeito, Helder Lazarotto, o trabalho desenvolvido auxiliará às famílias colombenses neste complicado período de pandemia.

“Encaminhamos o projeto à Câmara com caráter de urgência para dar legitimidade ao trabalho já realizado por uma equipe multidisciplinar”.A Secretária de Assistência Social, Elis Lazarotto, afirma que “o objetivo da ação é garantir atendimento humanizado aos que perderam familiares para a covid-19 através dos serviços jurídicos que garantem o acesso à justiça, apoio psicológico e, ainda, conferir segurança alimentar”.

O Diretor de Vigilância e Promoção em Saúde, Diogo Vasconcelos, destacou que “o projeto é pioneiro, atendendo famílias que se encontram em estado crítico, seja financeiramente, socialmente ou ainda psicologicamente, vez que o sofrimento dessas famílias é ainda maior, tendo em vista que foram privadas do direito de se despedir de seus entes queridos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *