O secretário de Urbanismo de Curitiba, Júlio Mazza, precisa responder para os proprietários de bares e organizadores de eventos, além para os curitibanos cansados das derrapagens do prefeito Rafael Greca (DEM) porque ele não foi multado por ter realizado um vernissage para a inauguração do Memorial Paranista, em homenagem a João Turin, em um momento onde reuniões com mais de 10 pessoas foram proibidos por decreto do próprio democrata.

Segundo alguns convidados mais de 100 pessoas estavam no local, um outro cravou 800.

Recentemente o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, compareceu a um bar para cantar e acabou levando uma multinha, mas não tinha a metade das pessoas que compareceram ao Parque São Lourenço, realizado sem a chancela do Conselho de Saúde e contrariando as recomendações contra aglomerações do próprio Greca.

Até agora a prefeitura já lascou R$ 12 milhões em multas, mas apenas uma, de R$ 550 foi paga, as demais estão sendo contestadas, já que em Curitiba existe a política do faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *