Será o quarto indicado para assumir a Secom desde o início do governo.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, fará uma nova troca na Secretaria de Comunicação (Secom). O almirante Flávio Rocha, que foi nomeado interinamente para a vaga há um mês no lugar de Fábio Wajngarten, será substituído possivelmente por outro militar. Será o quarto nome para a Secom desde o início do governo. Próximo de Bolsonaro, Rocha acumula a Secom com a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) e com a assessoria internacional. Nestes dois últimos casos, ele responde diretamente ao presidente Jair Bolsonaro.

Na Secom, por sua vez, o almirante é subordinado ao ministro das Comunicações. A secretaria é responsável pela liberação de verbas e gerenciamento de contratos publicitários firmados pelo Governo Federal. Segundo fontes do Planalto, como está acumulando muitos cargos cobiçados, a opção foi ele escolher uma das secretarias especiais. Como está desde o início do governo na SAE ele preferiu permanecer a frente dela.

O governo chegou a avaliar colocar o general Eduardo Pazuello na SAE como prêmio de consolação após ser demitido do Ministério da Saúde. Mas o então ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, não liberou a cessão e determinou que ele voltasse para os trabalhos no Exército, o que contrariou Bolsonaro. Esse teria sido um dos motivos que resultaram na demissão de Azevedo do governo.

A decisão sobre quem será o novo chefe da Secom será tomada de comum acordo com entre o ministro e o presidente Bolsonaro.

Andreza Matais e Murilo Rodrigues Alves/BRASÍLIA

14 de abril de 2021 | 15h38

Fabio Faria. Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *