E caso seja aprovado pelos senadores, André Mendonça poderá ocupar a cadeira no Supremo pelos próximos 27 anos, até 2048.

O presidente do Brasil oficializou a indicação do advogado-geral da União, André Mendonça, para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ato foi publicado na edição desta terça-feira (13) no Diário Oficial da União (DOU). No documento, o chefe do Executivo encaminha o nome para apreciação do Senado Federal.

Em nota oficial, Mendonça agradeceu a Bolsonaro pela confiança e se colocou à disposição do Congresso Nacional.

“De forma respeitosa, buscarei contato com todos os membros, que têm a elevada missão de avaliar meu nome. Por fim, ao povo brasileiro, reafirmo meu compromisso com a Constituição e o Estado Democrático de Direito. Deus abençoe nosso país!”, diz o texto.

O presidente da Suprema Corte, ministro Luiz Fux, afirmou nesta última segunda-feira (12) que Mendonça já vem conversando com os congressistas e “existe, sim, uma grande possibilidade de ser aceito.”

Uma vez aprovado pelos senadores, Mendonça poderá ocupar a cadeira no Supremo pelos próximos 27 anos, até 2048 – levando em conta a regra atual de aposentadoria compulsória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *