O Facebook censurou um vídeo de 12 de janeiro do arcebispo emérito de Guadalajara, cardeal Juan Sandoval Íñiguez, por sugerir que a pandemia do Covid-19 está sendo usada para criar uma nova ordem mundial pelos globalistas.

A rede social de Mark Zuckerberg exibe agora uma tarja semi-transparente sobre a gravação com os dizeres “Informações falsas” e logo abaixo acrescenta: “Esta publicação repete informações sobre COVID-19 que verificadores de fatos independentes consideraram falsas.”

O Semanário Arquidiocesano de Guadalajara, serviço de informação da Arquidiocese de Guadalajara, postou na mídia social a seguinte captura de tela em 13 de janeiro, junto com o texto “O Cardeal Juan Sandoval denunciou a imposição de uma nova ordem mundial, horas depois seu vídeo foi censurado”:

No vídeo de nove minutos e meio, intitulado “Enredo de uma nova ordem mundial”, o cardeal começa dizendo: “Queridos amigos, isso vai durar muito tempo”.

“Esta pandemia não terminará em um ou dois meses, talvez não neste ano, talvez não em três, quatro, cinco, seis anos”, disse ele. “Isso é o que esses homens querem. Será um longo percurso.”

“É uma situação difícil e difícil, como nunca se viu na história da humanidade”, disse.

“Bill Gates é um profeta e prediz o futuro”, ironiza o cardeal, “e não apenas previu a chegada do coronavírus, mas também alertou sobre uma possível futura pandemia de varíola”.

O cardeal Sandoval criticou o fechamento de empresas e serviços como medidas desproporcionais para conter a propagação do vírus durante a pandemia.

“O que eles buscam é um governo mundial, uma nova ordem mundial”, afirma.

“Eles querem um único governo mundial, um único exército, uma única moeda, uma única economia e também uma única religião – essa certamente não será a religião cristã”, disse ele. “Será a religião da Mãe Terra, em nome da humanidade e da fraternidade universal.”

“Para isso, as pandemias servem para enfraquecer as nações; eles os empobrecem e os endividam, derrubando suas economias”, disse. “Eles também fragilizam a educação, fechando escolas e substituindo-as pelo ensino a distância.”

“Essas pandemias também impedem a prática religiosa, como vimos no ano passado”, lembrou. “Eles fecham as igrejas, reduzem o número de pessoas que podem adorar.”

“Mas, acima de tudo, estão criando medo, um medo terrível entre as pessoas”, alertou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *