A secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, quando participou da audiência pública virtual do primeiro quadrimestre, há duas semanas, na Câmara de Vereadores fez um alerta que passou despercebido pela maioria dos participantes: a possibilidade da capital do Paraná passar por surtos de sarampo, caxumba, rubéola e poliomielite, entre outras, pela falta de vacinação das crianças.

O problema se agravou com as mudanças ocorridas nas UPAs e o fechamento de UBSs na capital, o que afastou milhares de pessoas de baixa renda do serviço de saúde.

Até mesmo os idosos estão evitando as vacinas contra a gripe, o que pode ser um sintoma de algo errado no serviço.

Por: Tupan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *