As prefeituras do litoral do Paraná decidiram, na tarde deste sábado (13), fechar as orlas e adotar barreiras sanitárias nas entradas das cidades a partir de segunda-feira (15). Tão logo foi decretado o lockdown em Curitiba, na sexta-feira (12) à noite, o fluxo de turistas aumentou neste sábado no litoral. As medidas estão sendo tomadas para evitar a proliferação do coronavírus no litoral, já que os hospitais do litoral e de Curitiba estão todos à beira do colapso.

Um comunicado da Associação dos Municípios do Litoral (Amlipa) informa que a decisão foi tomada após reunião entre os prefeitos do litoral, que também assistiram a reunião da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), neste sábado de manhã. Na reunião da Assomec, a prefeitura de Curitiba expôs de forma técnica porque decretou a bandeira vermelha (lockdown) na capital. Diante disto, os prefeitos da RMC devem seguir a mesma linha da capital e decretar lockdown em suas cidades na segunda-feira.

O comunicado da Amlipa informa que, além desta decisão em conjunto das barreiras sanitárias, os decretos vigentes de cada cidade do litoral deverão ser respeitados individualmente, e em sua integralidade, sendo que alguns prefeitos do litoral devem seguir a bandeira vermelha decretada em Curitiba. O comunicado da Amlipa é assinado pelos sete prefeitos do litoral: Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *