Em meio a protestos nesta quarta-feira (6/1) em Washington DC, a Câmara e o Senado americano entraram em recesso. A medida foi adotada depois que manifestantes romperam as barreiras policiais e invadiram o prédio do Capitólio.

“A Câmara está em recesso, sujeita à convocação do Presidente”, escreveu a Galeria de Imprensa da Câmara por volta das 14h30 horário do leste dos EUA (16:30, horário de Brasília).

Imagens de vídeo mostraram um grande número de manifestantes segurando cartazes do presidente Donald Trump, bandeiras americanas e bandeiras Gadsden, fora do edifício.

Repórteres e legisladores presentes no local disseram que o prédio do Capitólio foi colocado em bloqueio, acrescentando que os manifestantes teriam entrado no prédio.

“A Câmara está em recesso, sujeita à convocação do Presidente”, escreveu a Galeria de Imprensa da Câmara . “Eu estou seguro. O prédio do Capitólio está fechado e a Câmara e o Senado estão em recesso ”, disse a deputada Nikema Williams.

No Senado, a câmara alta “entrou em recesso até a chamada da mesa” enquanto o senador James Lankford falava.

“Obrigado à Polícia do Capitólio por proteger a Casa do Povo. Os manifestantes têm o direito constitucionalmente protegido de serem ouvidos, mas eu os exorto a permanecer em paz”, disse o líder do Partido Republicano, Kevin McCarthy no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *