Uma comissão especial foi instalada nesta quinta-feira (13) na Câmara dos Deputados para analisar a obrigatoriedade do voto impresso auditável.

O deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) será o presidente, enquanto a vice-presidência vai ser ocupada por Pompeo de Matos (PDT-RS). Já a relatoria ficará a cargo de Filipe Barros (PSL-PR).

O texto precisará ser aprovado em dois turnos no plenário depois de passar pela Câmara. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) em análise não prega o fim da urna eletrônica, mas sugere que o voto impresso seja feito simultaneamente para que haja auditoria. 

A pauta tem sido um dos principais temas defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para as eleições de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *