A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), usou as redes sociais, nesta terça-feira (27), para explicar como está a situação dela no PSL.
De acordo com a jurista, houve uma reunião entre ela e o deputado federal Junior Bozzella (PSL-SP), que é presidente estadual da sigla. Na ocasião, Janaína pediu que ele informasse a ela um aviso prévio sobre as novas posições que serão adotadas pelo partido nos próximos meses, especialmente, no que diz respeito a decisões em torno do cenário eleitoral de 2022.

A parlamentar destacou que houve mudanças ideológicas significativas na legenda, que deixou o espectro político de direita e passou a aderir a posições do “Centrão”, incluindo fusão de pautas com políticos e lideranças da esquerda.
Para Janaína, crítica fiel do “Lulopetismo”, não há qualquer possibilidade de “acenar” em defesa dos ideais esquerdistas ou apoiar o PT.
“Ontem, fiz uma reunião com o Deputado Bozzella, Presidente Estadual do PSL, e pedi para ser avisada logo; caso o partido considere apoiar o Lulismo. Entrei em um Partido de Direita, que já virou Centro. Também já disse ao Presidente Bivar que nem amarrada voto no PT!”, disparou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *