Segundo Beto Preto, a crise hoje no Paraná está um pouco mais controlada, mas o momento ainda é de alerta. “Talvez hoje, neste momento, a crise no Paraná seja menor que São Paulo, Rio, Minas, mas há 15 ou 20 dias atrás era muito maior que a deles. É um momento de continuar alerta, temos o resultado de 40 dias de restrições mais rígidas na diminuição de casos mais graves. É um pouco da vacinação, um pouco dos decretos, um pouco do cuidado dos cidadãos, mas o vírus segue circulando. Eu recebi os dados do IBMP [Instituto de Biologia Molecular do Paraná] e continuamos com cerca de 30% de positividade, de todos os testes realizados no Paraná. Todos os dias estamos em alerta”, disse.

Segundo o secretário, a pandemia é considerada controlada quando aponta até 5% de positividade. De 5% a 18%, a epidemia é considerada ativa. Então, com 30% a condição é considerada ainda bastante preocupante no Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *