Prefeitura defende que precisa haver organização na distribuição. Projeto de lei prevê multa de R$ 150 a R$ 550, após advertência, para quem entregar comida sem autorização.

O prefeito Rafael Greca (DEM) encaminhou à Câmara Municipal de Curitiba (CMC) um projeto que prevê multa para quem distribuir comida aos moradores de rua sem autorização da prefeitura.

Atualmente, são quase 3 mil moradores de rua em Curitiba, segundo a prefeitura. Pela proposta, quem “distribuir alimentos em desacordo com os horários, datas e locais autorizados pelo Município de Curitiba”, poderá ser multado de R$ 150 a R$ 550, após advertência.

O projeto de lei entrou entre as votações da CMC na segunda-feira (29), junto com um requerimento de que, nesta quarta-feira (31), fosse votado em regime de urgência. O pedido era para que a tramitação desse projeto fosse acelerada, mas o requerimento foi retirado de pauta pelos vereadores, que optaram pela tramitação habitual.

Voluntários respondem

Ao saber do projeto de lei, organizações não governamentais e grupos de voluntários que distribuem os alimentos aos moradores de rua fizeram uma carta aberta. As ONGs disseram que foram pegas de surpresa.

“Em meio a tantos problemas, tantas demandas não cumpridas, tantas possibilidades efetivas de resolver de forma eficaz o problema, a atitude é esta: proibir e penalizar quem faz”, disse a carta aberta assinada pelas ONGs.

O que diz a prefeitura de Curitiba?

Em nota, a prefeitura explicou as razões do projeto, que ganhou o nome de Programa Mesa Solidária. Segundo a proposta, seriam feitas apenas mudanças na forma da distribuição de comida aos moradores de rua.

Conforme a Prefeitura de Curitiba, tem que haver organização porque há descompasso no fornecimento das marmitas: em alguns momentos os alimentos são oferecidos em exagero e, em outros, faltam alimentos.

A distribuição dos alimentos sem controle é arriscada, conforme a prefeitura. A ideia é que, além de ser organizado, com cadastro dos grupos e ONGs de voluntários, haja o controle sanitário, com a distribuição em locais específicos.

4 Comentars

  • Anderson Siqueira, 31/03/2021 @ 17:48 Reply

    Excelente, muito correto este controle para que não haja a falta e nem excesso na distribuição de alimentos.
    O Prefeito deveria proibir a venda e consumo de bebidas alcoólicas aos moradores de rua também, com isso iria diminuir a presença deles no centro da cidade.

  • Marcio, 31/03/2021 @ 18:29 Reply

    No fundo querem afastar os moradores de rua de algumas áreas nobres, se a prefeitura distribuísse alimentação, não precisaria o povo doar, simples assim

  • Ss, 31/03/2021 @ 21:47 Reply

    Prefeito sem coração olha a situação do mundo a fome assolando vc tem tudo quentinho na mesa né

  • Rubens Menon, 01/04/2021 @ 11:30 Reply

    Está perfeito, as pessoas saem desordenadamente achando que estão ajudando e pelo contrário, atrapalham mais o serviço, Greca quer apenas disciplinar a distribuição, Parabéns Prefeito. Trabalho a Assistência Social de minha cidade e já tentei conversar com os grupos que distribuem, mas eles não aceitam a disciplina e organização, pois acham que vão para o céu distribuindo comida sem nenhuma organização

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *