Hoje (30) sai o novo Decreto Estadual e vem com boas notícias para Categoria em Todo Estado, com a liberação de todos os domingos e mais alguns ajustes e melhorias para as atividades econômicas.

Esperamos que a capital do Paraná siga as novas orientações, especialmente para nossa categoria, por isso a Entidade reforça os pedidos junto ao presidente do legislativo municipal, Vereador Tico Kusma (PROS), o importante que já existem duas frentes de discussões sobre este tema na Casa de Leis.

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) recorreu à Câmara de Vereadores para garantir a abertura dos bares e casas noturnas sem cozinha até às 21h em Curitiba. Como a bandeira laranja foi prorrogada por mais 14 dias, estes estabelecimentos não podem exercer as atividades por que não tem alvará de restaurante e lanchonete.

Ao presidente Tico Kusma, a entidade lista pedidos para a categoria voltar a trabalhar e lembra que na Casa de Leis, já existem duas discussões avançadas sobre o funcionamento de bares e casas noturnas e o retorno das casas de eventos. A Câmara tem sido muito atenciosa, especialmente com nossos colaboradores, diz o presidente Fábio Aguayo.
No ofício, o mesmo encaminhado ao prefeito e outros órgãos de Curitiba, a Abrabar pede a flexibilização da bandeira laranja, especialmente com os bares sem cozinha. “Não achamos justo a nova bandeira não sincronizar com o decreto estadual que liberou a atividade das 10h às 23h. O ideal é que funcionasse até às 23h, como todo Paraná, mas se isto for empecilho, aceitamos até às 21h”, diz.

A entidade recorreu aos vereadores por entender que o legislativo é um palco importante para discutir o futuro do setor durante e após a pandemia Covid-19. “A nova Mesa Diretora, com sensibilidade incrível, tem tentando trazer os debates sobre a importância de nossas atividades econômicas no desenvolvimento de Curitiba e região metropolitana”, ressalta.

Os vereadores Tico Kusma, Alexandre Leprevost e Flávia Francischini, respectivamente presidente, vice-presidente e primeira-secretária, tem representado a importância do Turismo e da Gastronomia na economia e na geração de empregos é renda. “Estes posicionamentos tem contado com apoio da maioria dos parlamentares”, completa Aguayo.

Alvará extraordinário e sugestões
O presidente da Abrabar lembra que no último dia 20, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou projeto que concede autorização extraordinária para que bares e casas noturnas funcionem como lanchonetes e restaurantes durante a pandemia. O parecer favorável do vereador Marcelo Fachinello aprovado por unanimidade, credecia o projeto para votação em plenário.

Na quarta (28), os vereadores aprovaram cinco sugestões à prefeitura, de medidas para ativar a economia e recuperar segmentos mais impactados pela pandemia. A lista inclui reabertura dos empreendimentos destinados a eventos sociais, como casas de festas, recepções e buffets infantis com lotação de até 50% da capacidade, limitada a 100 pessoas.

Assinam o pedido os vereadores Alexandre Leprevost, Denian Couto, Flavia Francischini, Marcelo Fachinello e Nori Seto. Mauro Ignácio, autor de indicação semelhante aprovada última semana, defendeu a medida argumentando os negócios geram empregos e impostos.

Foto legenda (abrabar e vereadores)
Em recente encontro recente, representantes da Abrabar (Fábio Aguayo), Abrasel (Nelson Goulart e Luciano Bartolomeu) e do SindiAbrabar, com o presidente Gustavo Grassi com vereadores de Curitiba
Foto: Abrabar/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *