Se precisar de tempo extra, a decisão entre Brasil e Argentina vai até 23h30 ou meia noite, estima a entidade

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) quer prorrogação no horário de funcionamento de bares e restaurantes caso a final da Copa América, entre Brasil e Argentina, vá para os pênaltis. A partida, a partir das 21h deste sábado (10), é um dos maiores clássicos do futebol mundial.

“Estamos solicitando as autoridades de nosso estado e capital do Paraná, um pouco de tolerância na fiscalização, especialmente no horário de encerramento das atividades com os estabelecimentos de nossa categoria”, diz o presidente da ABRABAR, Fábio Aguayo.

Caso a partida vá para os tiros livres diretos, pode acabar às 23h30. “Ou no máximo meia noite”, ressalta. O jogo entre Brasil e Argenina mexe com as emoções e atrai a atenção do público. “Com certeza vai movimentar em muitos os Bares e Restaurantes”.

“Temos expectativa de um bom movimento em tempos difíceis e sem clientela constante, fará uma grande movimentação financeira nos caixas das nossas empresas associadas”, ressalta o presidente da ABRABAR.

Que completa: “Se tiver pênaltis, não podemos mandar embora os clientes que acompanharam o jogo todo e na hora da “cereja no bolo”, perder a final da partida, principalmente que não terão tempo ou horário adequado de chegar em casa”.

Flexibilização

Como exemplo, Aguayo lembra que Curitiba está com bandeira amarela, que permite aos bares funcionar até 23h, com entrada dos clientes autorizada até 22h. Desde janeiro, a AIFU (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) já dispersou 27,6 mil pessoas de aglomerações e interditou 576 estabelecimentos.

A final da Copa América será transmitida em canal aberto pelo SBT e também no canal fechado da ESPN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *